julho 25

Porque investir em mídia?

Antes de conversarmos sobre a necessidade de investir em mídia, é importante lembrarmos o que significa o conceito de propaganda: qualquer pesquisa universitária dirá que a propaganda é o ato pago por um patrocinador identificável, com a intenção de utilizar um meio para criar uma imagem positiva sobre um produto ou serviço levando em consideração um público-alvo específico.

O investimento em mídia nasceu da necessidade de tornar o público consciente sobre a sua atuação dentro de um cenário de mercado altamente competitivo. Qual é o seu diferencial perante a concorrência? Como explorar esse valor agregado? Quais recursos são interessantes para levar essa comunicação para o público-alvo?

 

Quando montamos um planejamento de mídia, levamos em consideração questões como a relação entre o público-alvo e o canal a ser trabalhado; para um anúncio televisivo devemos pensar em números de audiência, para um outdoor é interessante pensar no bairro onde ela está localizado, quantos carros e pessoas passam diariamente no local.

 

A exposição diária é um indicador para sabermos se esse meio é um investimento relevante para a campanha. Hoje em dia, com a presença das mídias digitais, é possível assumir o caminho inverso. Se antigamente planejávamos a exposição da peça publicitária para uma audiência dentro de um espaço físico definido, hoje em dia, grandes nomes como Facebook e Google permitem o que é chamado de Mídia Direta.

A abordagem através de mídia direta permite que você impacte exatamente o público-alvo, sem necessidade de pensar em estratégias de pulverização e/ou massificação. Digamos que você tenha uma verba e queira impactar “Homens que ganhem até R$5.000 e curtam autopeças”. Utilizando as soluções de mídia do Facebook ou Google, como Power Editor ou Double Click Manager, você pode integrar os seus anúncios segmentados dentro da experiência de consumo de conteúdo do público-alvo que nós escolhemos anteriormente.

 

Os efeitos consequentes desse tipo de investimento são muitos: podemos detectar um aumento gradual na procura pelos produtos ou serviços de uma determinada marca, a procura por ela dentro dos pontos de venda. Quando falamos em mídia, além do óbvio aumento do
faturamento, um objetivo muito comum é a busca pela lembrança da marca e como ela se torna referência dentro do mercado.

Para um mercado que é pautado por números concretos, as vezes assusta quando falamos em algo tão subjetivo como exposição e recall de marca, porém, quando trabalhamos com investimentos em mídia sempre devemos levar em consideração um fator: previsibilidade. É importante apresentar projeções sobre os meios trabalhados, médias de exibição, público potencial, dados demográficos e etc, sempre levando em consideração a criação de relatórios que apresentem os resultados da performance da campanha. Isso costuma ser reflexo de um esforço pensando a longo prazo, que muitas vezes não apresenta resultados imediatos e precisa de otimizações constantes quanto aos prazos e objetivos.

 

Perceba que ao longo do artigo eu me referi a mídia como um investimento, pois é necessário perceber que, quando a campanha é planejada com um objetivo claro, o dinheiro trabalhado pela campanha não é desperdiçado, apresentando o retorno em ganhos que revelam serem
duradouros para a empresa e sua marca.

 

Texto redigido por Roberto Maia.

2 Comentários

  1. Christian disse:

    Vocês falaram apenas de midias em redes sociais, midias que estão sofrendo devido a bloqueadores de ads, e alguns anunciantes parando com esse tipo de anuncio devido à forma e tipo de empresa que recebe o resultado do anúncio.

    Não vimos nenhum comentário sobre anunciar em DOOH, uma midia que cresce cada vez mais, com grandes redes como adMooH.com, Elemidia, Eletromidia .

  2. Roberto Maia disse:

    Entendemos que o mercado está sofrendo um baque devido o crescimento dos bloqueadores de ads.

    Mas também entendemos que isso deve a um modelo gasto no mercado e que, para voltarmos a explorar o potencial dessas mídias, devemos repensar a eficácia das nossas campanhas.

    Realmente, poderíamos ter mencionado DOOH, porém nossa preocupação maior é instruir o cliente sobre a necessidade e retornos dos investimentos em mídia.

    Pode deixar que na próxima vez nós levaremos o seu comentário em consideração! 🙂

Deixe o seu comentário!

Vamos marcar um café?

O que deseja?